Jogador acreditou que seria legal cantar uma repórter ao vivo. Não rolou.

O jamaicano Chris Gayle acabou punido pela tentativa.
06 de Janeiro de 2016 10:15
Chris Gayle é um jogador jamaicano de críquete (tipo nosso querido Taco) nos Estados Unidos. Durante uma entrevista, ele achou que seria engraçado cantar a repórter australiana Mel McLaughlin. A tentativa de piada, no entanto, acabou resultando em uma multa de R$ 30 mil ao jogador.

“Queria fazer uma entrevista com você também. É a razão para eu estar aqui, só para olhar para seus olhos pela primeira vez. É ótimo. Tomara que possa ganhar o jogo para depois tomar um drinque. Não fique corada!”. Foi isso que ele disse, ao vivo. Visivelmente constrangida, a repórter encerra a entrevista instantes depois e vai embora rapidamente.

Felizmente não foi apenas a multa: o jogador precisou desculpar-se, também pela televisão. “Não falei nada ofensivo ou desrespeitoso. Mas se ela sentiu que foi, peço desculpas por isso”, disse Gayle: “Era uma piada. As coisas tomaram um rumo desproporcional.”
 
Ninguém riu.
 
 
A gente acredita, no entanto, que a atitude de Gayle ainda não foi tão constrangedora como essa: 
 

COMENTÁRIOS

+ NOTÍCIAS